Tendências para o futuro das telecomunicações
Sua combinação
TOTAL:
R$ 0.00
Renan Biazon

Renan Biazon

Tendências para o futuro das telecomunicações

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Você, com certeza, utiliza diariamente diversos recursos que se tornaram possíveis graças aos inúmeros avanços tecnológicos. A evolução constante nos mais diversos setores da tecnologia nos possibilita inúmeras ações e opções, com praticidade e conforto.

Um dos setores que mais se beneficiou com a tecnologia é o das telecomunicações. Hoje, é possível fazer de tudo através da internet, de maneira fácil e rápida, e esse é apenas um exemplo. Sendo assim, a Claro separou para você essa publicação, onde listaremos as principais tendências para o mundo das telecomunicações, em um futuro bem próximo.

Sem mais delongas, navegue pelos tópicos que criamos, que indicam as maiores e mais prováveis mudanças:

Tendências para o futuro das telecomunicações
Tendências para o futuro das telecomunicações

O 5G chegando no Brasil

Sem dúvidas, uma das tecnologias mais esperadas, com previsão de chegada ainda em 2022, é a quinta geração de redes móveis, o chamado 5G. Com uma velocidade de conexão até 100 vezes maior do que a da atual geração, o 5G vem para revolucionar as redes móveis em todo o mundo. No Brasil, a previsão é de que até o meio do ano, por volta do mês de julho, o 5G já seja amplamente utilizado, sobretudo nas capitais brasileiras.

O grande aumento de velocidade previsto, tal como a melhora da qualidade das conexões, promete diversas mudanças em vários setores. Por conta disso, as empresas já começam a se preparar para a tecnologia, como por exemplo, as fabricantes de celulares, que divulgam os aparelhos que serão compatíveis com o 5G.

A Claro é pioneira nessa tecnologia, fazendo alguns dos maiores esforços para ser uma das principais fornecedoras, quando o recurso ficar amplamente disponível no Brasil.

E, por fim, o 5G é um passo importante para outra tendência no mundo das telecomunicações, a criação da Internet das Coisas.

Internet das Coisas

Também chamada “IoT”, do inglês “Internet of Things”, a Internet das coisas é outro conceito que promete diversas mudanças na forma com que nos conectamos. Em resumo, o conceito prevê a interconexão dos mais diversos dispositivos eletrônicos, através de uma rede móvel estável e veloz, o 5G anteriormente citado. Em resumo, a ideia é facilitar a conexão de tudo que utiliza a internet, tanto com as redes quanto entre os aparelhos.

Porém, a Internet das Coisas ainda depende de outras mudanças, principalmente no que diz respeito a adaptação dos mais diversos dispositivos eletrônicos.

Imagine um cenário em que você controla e programa ações em diversos eletrodomésticos em sua casa, através do seu smartphone. Isso já ocorre em pequena escala e é de extrema comodidade e praticidade. Porém, a IoT prevê grandes aplicações, como em indústrias, por exemplo, que serão ainda mais automatizadas e inteligentes, funcionando de maneira prática e eficiente.

Por isso, esse conceito prevê grandes mudanças nas telecomunicações, promovendo conexões entre dispositivos e pessoas, de maneira ampla e eficiente.

Tecnologia VoIP

VoIP é uma sigla, em inglês, para “Voice over Internet Protocol”, que se traduz em “Voz sobre o Protocolo de Internet”. A tecnologia VoIP prevê diversas facilidades nas telecomunicações. Em suma, o VoIP utiliza da internet para realizar chamadas de voz, através de dispositivos e softwares que permitam as conexões e a realização das ligações.

Para se ter uma ideia, chamadas online, como reuniões, conferências e aulas, se tornaram parte da realidade de muitas pessoas, principalmente no contexto da pandemia. Porém, a tendência verificada com a evolução do VoIP, é de que realizemos cada vez mais qualquer tipo de ligação com o uso da internet.

Alguns dos serviços mais utilizados para realizar ligações com VoIP são: “WhatsApp”, “Skype”,  “Discord”, “Telegram” e “Google Duo”.

As quedas no uso de telefone fixo e uma possível evolução

Uma pesquisa da ANATEL, realizada em 2020, registrou uma queda de cerca de 1,27% no uso de serviços de telefone fixo. E, de fato, é cada vez mais comum encontrarmos pessoas que possuem apenas um número de celular, sem telefone fixo em casa.

Ao mesmo tempo que os serviços de telefone fixo caem em desuso, é possível que possamos verificar o início da aplicação do VoIP aqui. Nos aparelhos telefônicos, com uso de dispositivos adaptadores, chamados “ATA” (Adaptador para Telefone Analógico), poderemos ter a utilização da internet para fazer chamadas.

Digital First e Remote First

Assim como o aumento da utilização de serviços de VoIP, os conceitos de “Digital First” e “Remote First” cresceram durante a pandemia.

Digital First

O termo que se traduz para “Primeiro Digital”, significa em optar, preferencialmente, por serviços que possam ser oferecidos digitalmente. O Digital First surge como um modelo de cultura organizacional, que passa a ser oferecido por grande parte dos prestadores de serviço. Ele prioriza a disponibilidade de produtos e ações em ambiente digital, ao invés do tradicional.

Inicialmente, o Digital First aparece como uma necessidade. Porém, a comodidade e a facilidade agradou diversos consumidores e empresas, tornando o modelo uma opção que tende a se popularizar cada vez mais.

Remote First

Sendo praticamente uma consequência do primeiro conceito, “Remote First” se traduz para “Primeiro Remoto”, e diz respeito a preferência por tomada de decisões de maneira remota, distante. Esse conceito faz com que escritórios e instalações físicas nas empresas se tornem apenas mais uma opção e não uma necessidade. Portanto, o Remote First prevê que a maioria das decisões e ações das empresas sejam realizadas online, em ambientes virtuais.

Ambos os conceitos acabam por exigir uma internet de qualidade, velocidade e estabilidade, uma vez que preveem o funcionamento de empresas em ambientes digitais online.

Ressaltamos que nós, da Claro, podemos oferecer tudo isso sem dificuldades. A Claro é referência por ser pioneira e estar disponível, inclusive, para as tendências futuras mais prováveis.

Total Experience

“Total Experience”, em tradução, “Experiência Total”, é outro conceito que surgiu e começa a se popularizar. Ele descreve todos os aspectos de experiências para usuários em uma organização, como uma empresa, por exemplo.

O conceito engloba diversos outros, que especificam setores apropriados. São eles:

  • “User Experience” (UX) ou “Experiência do Usuário”, que irá avaliar toda a experiência dos usuários, seja em um sistema ou ao utilizar produtos e serviços;
  • “Employee Experience” (EX) ou “Experiência do Empregado”, diz respeito a tudo que é definido e vivenciado pelo funcionário da empresa;
  • “Client Experience” (CX) ou “Experiência do Cliente”, define e avalia a experiência daqueles que são clientes, portanto, pagam pelos produtos e serviços;
  • “Multiexperience” ou “Multiexperiência”, que diz respeito às diversas interações entre os pontos específicos.

Cada um dos conceitos diz respeito à total experiência de um setor nas mais diversas relações. Podem ser elas correspondentes a convivência, funcionamento e prestações de serviços de uma empresa, por exemplo.

O conceito de Total Experience serve para englobar todos os outros, avaliando, coletando dados e podendo definir caminhos para melhorar todas as experiências de forma geral. O termo tende a aparecer cada vez mais, nas relações entre prestadoras de serviços, funcionários e clientes, definindo e melhorando a utilização dos mais diversos produtos.

Inteligência Artificial

Também chamada de IA, ou AI, a inteligência artificial é uma das principais tecnologias que muda o mundo e prevê diversas outras inovações. Em resumo, podemos dizer que ela engloba todos os softwares capazes de aprender, entender, planejar e agir por conta própria. A sua principal finalidade é a automatização de diversas ações, facilitando o funcionamento de dispositivos em vários setores.

Nas telecomunicações, podemos ver a utilização de softwares que identificam chamadas “spam” como um exemplo simples e presente na rotina de várias pessoas.

Todavia, devemos ver a IA sendo aplicada de inúmeras formas no futuro. O conceito de “machine learning”, ou “máquinas que aprendem”, deve crescer cada vez mais e revolucionar as mais variadas áreas da sociedade.

Sem dúvidas, é uma das principais tendências, também, nas telecomunicações.

A Claro acompanha as evoluções

Em conclusão, os 6 conceitos que trouxemos nessa postagem estão dentre os principais que preveem mudanças no universo das telecomunicações. A Claro, uma das maiores referências nacionais na área, está preparada para ser pioneira nas principais mudanças. O nosso alto investimento e interesse na aplicação do 5G é um excelente exemplo disso, tendo em vista que é uma das principais tendências, que permite inclusive o desenvolvimento de outras, como a IoT.

Além disso, ao pensar em VoIP, por exemplo, você deve ter em mente que a tecnologia depende de uma internet veloz e estável para funcionar corretamente, fazendo com que a Claro se destaque novamente. E nós também marcamos presença de diversas formas nos âmbitos digitais, possíveis referências para os conceitos de “Digital First”, “Remote First” e “Total Experience”.

O futuro certamente promete grandes mudanças nas telecomunicações, mas, com a Claro, o futuro é agora. Estamos sempre inovando e buscando oferecer aos nossos clientes o que há de melhor na telecomunicação.

Se você ainda não é cliente, entre em contato para conhecer os mais diversos planos de internet, telefone, celular e televisão.

Mais pra você

Jovem feliz com seu novo smartphone

Como a telefonia mudou ao longo dos anos

Um dos setores mais importantes da nossa sociedade é o das telecomunicações. Ele está atrelado com todo o desenvolvimento da comunicação humana,