Renan Biazon

O que muda com a chegada do 5G?

Você provavelmente já ouviu falar da quinta geração de internet móvel, que se aproxima e está cada vez mais perto de estar presente na nossa rotina.  O 5G promete proporcionar novas possibilidades de realizações com a internet e, futuramente, ser o principal responsável por uma revolução no mundo das conexões.

Nós, da Claro já trouxemos informações diversas sobre o 5G, como os celulares que poderão utilizar a tecnologia e como saber se você consegue utilizar a conexão. Ademais, trouxemos informações de como a Claro se empenha para disponibilizar o 5G rapidamente. Dessa vez, o nosso foco será nas possibilidades proporcionadas pela quinta geração de conexões móveis. Acompanhe a postagem para saber o que mudará com a chegada do 5G.

Vem para Claro, preencha o formulário nós ligamos para você!

Navegue pelos tópicos que criamos:

A chegada do 5G no Brasil
A chegada do 5G no Brasil

Aumento considerável na velocidade

A primeira mudança é a que perceberemos logo de cara, e uma das mais importantes. A tecnologia 5G promete proporcionar um aumento considerável na velocidade das conexões com a internet. Essa mudança é esperada, já que foi verificada anteriormente quando tivemos a transição do 3G para o 4G. Vamos observar os números de cada tipo de internet móvel, a fim de comparação.

3G

Sendo a primeira conexão móvel com a internet existente, A 3G começou a ser utilizada no Brasil em 2007, com planos oferecidos pela Claro, que já se mostrava pioneira. A terceira geração de redes móveis foi a primeira que permitiu acessar a internet em celulares, se tornando rapidamente popular. Tínhamos um padrão de radiofrequência que possibilitava até 2Mb/s de velocidade de download e upload.

4G

A 4G foi a sucessora do 3G, e é amplamente utilizada até hoje na maioria dos smartphones. Surgiu em 2010, com a Claro também fazendo parte do processo, oferecendo a conexão em diversos planos. O aumento da velocidade aqui foi bastante considerável. As redes 4G podem oferecer até 300Mb/s de download e 75Mb/s de upload, a depender do potencial dos aparelhos conectados. Com o 4G tornou-se comum utilizar os celulares para diversas atividades, como assistir vídeos, filmes, séries, transmissões ao vivo, dentre outras tarefas, outrora exclusivas das redes wifi.

5G

A expectativa é que o 5G comece a ser utilizado em ampla escala, ainda em 2022. Ao olharmos para os números que mostram a velocidade das conexões, temos outro aumento gigantesco de potencial. A estimativa é de que, com a nova tecnologia, a transferência de dados poderá ser feita com até 10Gb/s de velocidade.

Para que você tenha uma ideia da evolução, vamos utilizar um exemplo prático. Ao baixar um vídeo em alta qualidade, de cerca de 2 horas de duração na rede 4G, você levaria aproximadamente 1 hora para fazer o download. Com uma conexão 5G, esse mesmo processo levaria questão de minutos, 1 ou 2 no máximo. Lembrando que estamos pensando nas duas conexões com seu potencial máximo de velocidade.

Com downloads e uploads tão rápidos, teremos diversas possibilidades com o 5G. Se tornará mais comum utilizar a rede em nossos smartphones, da forma que é feito com o wifi. Assistir vídeos, séries e filmes em qualquer lugar se tornará uma realidade ainda mais comum. Realizar chamadas de vídeo ou de voz via internet, também deixará de apresentar empecilhos existentes graças a limitação da velocidade de conexão.

Uma internet rápida na palma da sua mão também pode auxiliar com trabalho e estudos, duas práticas cada vez mais comuns no ambiente virtual. Em conclusão, podemos dizer que a velocidade proporcionada pelo 5G nos trará ainda mais conforto e possibilidades, nas mais diversas atividades online.

A interconexão entre dispositivos

O 5G também prevê diversas mudanças em setores importantes da nossa sociedade. Isso porque ele não se limitará a aumentar as velocidades. Um dos pontos mais importantes que a nova tecnologia possibilitará é a facilidade de interconexão, entre os mais diversos aparelhos que utilizam a internet.

Nesse ponto, vemos o surgimento de um termo que você pode já ter visto, a chamada “Internet das Coisas”. Em suma, as “coisas” a que se referem esse termo são os dispositivos que ficarão conectados entre si. A interconexão dos aparelhos prevê facilidades nas mais diversas atividades.

A ideia é ter o seu smartphone conectado com outros aparelhos “smart” em sua casa. Televisores, lâmpadas, dispositivos de som, ar-condicionado, aspiradores automáticos, dentre outros. Todos os aparelhos conectados, com a eficiência que permite o 5G, fornece um gigantesco controle, proporcionando conforto e praticidade.

Setores afetados pela interconexão

Além da prática prevista em ambientes domésticos, pela velocidade das conexões e a Internet das Coisas, diversos setores da sociedade poderão se beneficiar com o 5G.

A princípio, podemos imaginar aplicações na indústria, com os equipamentos mais diversos se conectando, melhorando o funcionamento de estruturas completas. Imagine, por exemplo, uma fábrica onde tudo está conectado com a internet. É muito mais fácil comandar as ações em uma central, sincronizando tudo o que é feito e evitando problemas. Os processos de fabricação devem ser cada vez mais fáceis e rápidos.

O setor das telecomunicações deve ser o mais afetado, já que falamos de uma evolução na internet, o principal meio onde ele atua. Todas as inovações, já citadas, afetam diretamente as telecomunicações, que deverão se adaptar e agir da melhor forma diante da nova tecnologia. Um dos melhores exemplos é a indústria de celulares, que deverá investir em aparelhos compatíveis com o 5G, sem abandonar abruptamente o 4G, que ainda deverá estar presente por algum tempo.

Podemos imaginar também uma evolução gigantesca em áreas como a do marketing digital. Com as conexões mais rápidas e eficientes, as interações pela internet devem ser cada vez mais comuns. As empresas deverão então investir frequentemente no marketing digital, buscando inovações. É possível que vejamos novas tentativas de interação com o público, que estará ainda mais conectado. A comunicação entre empresas e clientes será também ainda mais facilitada, fazendo com que cresça o investimento na área.

E claro, todos os setores de tecnologia deverão investir em fazer produtos que sejam compatíveis com o 5G. Teremos então cada vez mais dispositivos smart, pensados para a dinâmica em que todos os aparelhos se conectam. A competição entre as marcas, para ver quem faz os melhores dispositivos, mais rapidamente, também se torna interessante para os consumidores.

O início do 5G

Ainda não há uma data precisa e definitiva sobre quando o 5G chega no Brasil. O que sabemos é que isso deve acontecer ainda em 2022. Por hora, a previsão da Anatel, junto com principais operadoras do Brasil, é que em julho o sinal fique disponível, ao menos nas capitais do país. E, por enquanto, boa parte da rede 5G funcionará na estrutura já existente para contemplar o 4G.

Mais uma vez, a Claro está entre as principais operadores, que visa em possibilitar a nova conexão aos seus clientes o quanto antes. O nosso destaque nos leilões da tecnologia é um dos principais indicadores do pioneirismo. Ademais, inauguramos há pouco a primeira loja preparada para o 5G, no shopping Iguatemi, em Porto Alegre.

Nós fomos os pioneiros no surgimento do 3G, temos as melhores conexões de internet móvel atualmente, com o 4G, logo, pretendemos nos manter no topo com a chegada do 5G.

Se você ainda não é cliente Claro, entre em contato para conhecer mais sobre nossos atuais planos, de telefone, TV, internet wi-fi e dados móveis, por hora com o 4G. E mantenha-se conectado conosco para saber mais sobre o 5G, que em breve deve surgir e estar disponível para você com a Claro.